Conheça a história do aluno Davi alfabetizado no kumon

13/11/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Desde que Davi nasceu, Leonardo Matumoto queria que o Kumon fizesse parte da vida do filho. Este desejo ficou ainda maior quando ele percebeu que Davi era uma criança muito dispersa, e que isso estava começando a prejudicá-lo na escola – principalmente em Português. O pai estava determinado a resolver este problema com a ajuda do Kumon de Português. Seu filho começou a estudar pelo método e, em apenas 5 meses, Davi foi alfabetizado. 


O esforço valeu a pena: em 5 meses, Davi foi alfabetizado pelo método Kumon

Leonardo não conseguiu descrever a alegria que sentiu ao ver Davi lendo! Rapidamente, o aluno deixou de apresentar dificuldades para se tornar o único aluno da sala que sabia ler. Leonardo foi chamado na escola, pois todos queriam saber o que ele tinha feito para conseguir uma mudança tão rápida. A resposta foi enfática: o método Kumon.


Crianças mais atentas e concentradas 


Leonardo que trabalhou durante 5 anos no Kumon, em São Paulo, precisou mudar para Porto Alegre com a família devido ao seu novo desafio profissional: ser líder de filial. Na nova escola, Davi levava para casa as atividades que deveriam ser feitas em sala por não conseguir concluí-las no período das aulas. 

A professora logo percebeu que o aluno estava tendo dificuldades. Segundo a professora, a questão não era entendimento, já que Davi tinha facilidade em Português e uma leitura mais fluente que a dos colegas. O problema era outro: desatenção e falta de concentração.

Felizmente, estes são pilares trabalhados no Kumon. Leonardo sabe disso e não demorou para matricular Davi novamente no método. Há cerca de dois meses Davi está estudando Matemática e Inglês, e neste tempo já evoluiu bastante em termos de concentração - inclusive resolvendo as tarefas e terminando-as em sala de aula.


Desde pequeno, Davi é estimulado com leituras.

O esforço valeu a pena: em 5 meses, Davi foi alfabetizado pelo método Kumon.

 Quando entrevistamos Leonardo ele havia acabado de sair de uma reunião na unidade sobre o filho. Nela foi apresentado um plano de estudos para, entre outras coisas, definir até que ponto Davi poderia chegar dentro de 12 meses, considerando os conteúdos do material didático, e fazer uma projeção até o final deste ano. 

 

Planejamento individual para cada aluno

 

No Kumon, este plano de estudos é pensado de forma anual, considerando etapas a curto, médio e longo prazo. Além de apresentar a evolução do aluno em cada matéria, o plano antecipa futuros problemas e fornece informações valiosas para os pais e responsáveis poderem ajudar as crianças a conquistar seus objetivos e superar suas dificuldades. Assim como os estudos no Kumon, este planejamento é feito de forma individual, respeitando o ritmo de cada um.

 

Leonardo, como a maior parte dos pais, deseja que o filho seja melhor que ele. Ele considera esta geração mais antenada, ligada à tecnologia, e acredita que no futuro eles provavelmente trabalharão em profissões que nem existem ainda. Por estas e outras razões é que o pai considera muito importante que Davi saiba aprender sozinho, e conta com a ajuda do Kumon para isso, já que o autodidatismo é uma das principais características do método. Para Leonardo, a maior prioridade é que o filho tenha esse tipo de capacidade para enfrentar os desafios do amanhã.


"É uma pena que eu não soubesse o que era o Kumon antes. Teria sido algo bem importante na minha vida enquanto criança." Leonardo

 

O Kumon tem mais de 1.500 unidades espalhadas pelo Brasil. Encontre a unidade mais próxima de você.

 Clique aqui



Tags: experiência, método, aprendizado, franquia

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade