A importância das canções para o desenvolvimento da criança

13/08/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Nos primeiros estágios de aprendizagem, é necessário encontrar diferentes formas de estímulos que possibilitem a construção de uma base sólida de conhecimentos. A música, por exemplo, apresenta-se como uma linguagem que facilita o desenvolvimento de alunos em idade pré-escolar, instigando-os à capacidade de pensamento e comunicação.

Ao escutarem as cantigas, eles sentem curiosidade pelas palavras. Logo, começam a adquirir vocabulário, aprendem a falar, são introduzidos de modo natural na leitura e na escrita. Além disso, trabalham memória, raciocínio, concentração e socialização.

Com base nesses benefícios, o método Kumon de Língua Pátria elaborou livros de canções a estudantes de até 3 anos, que não sabem ler ou estão em fase de alfabetização. Essas ferramentas fazem parte dos novos materiais de estímulo para pré-escolares, os quais têm o objetivo de inseri-los no mundo das letras. “Uma das maneiras mais fáceis e efetivas de enriquecer o vocabulário da criança é fazer com que ela aprenda canções”, disse o professor Toru Kumon, fundador da metodologia.

A seguir, conheça as características desses livros e veja como eles podem contribuir para o desenvolvimento do seu filho.

Canções populares, acessíveis e que levam o pequeno ao universo das palavras

Os alunos contam com dois livros que trazem letras de músicas infantis breves, repetitivas e compreensíveis. Essas cantigas são de domínio público e fazem parte do folclore do país, como “O sapo não lava o pé” e “Ciranda cirandinha”. “Sempre que cantamos, temos o cuidado de apontar as palavras, direcionando o olhar das crianças para os registros escritos”, explica a orientadora Didia Maria Pereira Del Vecchio, da Unidade Méier Dias da Cruz, do Rio de Janeiro.

Aos poucos, por meio das linguagens oral e escrita, elas entram em contato com a estrutura de um texto, incorporam novos vocábulos, passam a cantar com pais e orientadores. Assim, são incentivadas à fala e à capacidade de leitura.

Materiais que ajudam a avançar conforme o próprio ritmo

O método Kumon trabalha o conhecimento por etapas, respeitando o ritmo individual dos estudantes. Por isso, cada um dos dois materiais possui oito músicas e ambos foram organizados de modo gradual. O primeiro livro contém letras simples e menores, já o segundo é composto por textos longos, com mais estrofes. Ao começar do mais fácil para o mais difícil, as habilidades do pequeno são potencializadas.

Livros ilustrados deixam o aprendizado mais interessante

Cada música acompanha um desenho, a fim de facilitar a assimilação do conteúdo, manter a criança concentrada na atividade e despertar o interesse dela pelo registro escrito.

Ambiente alegre e receptivo incentiva a autonomia

Proporcionar um ambiente confortável faz com que os pequenos se dediquem mais aos estudos. Por isso, durante as aulas, existe a hora reservada às músicas. Sabendo que seus alunos gostam da atividade, Didia procura cantar mais de uma canção, deixando-os à vontade para escolherem as cantigas. Essa é uma maneira de instigá-los à independência. “Esse momento é sempre alegre e prazeroso para as crianças, elas adoram”, observa.

Canções aproximam pais e filhos

“Os pequenos que recebem muitos estímulos na primeira infância se comunicam melhor”, diz a orientadora. Por essa razão, os livros de cantigas foram elaborados para que os pais possam realizar a atividade com o filho. Além de ajudá-lo a elevar as capacidades, é uma oportunidade de fortalecer os laços afetivos, já que, conforme explica Didia, a criança não está atenta à técnica vocal, mas à relação que tem com quem canta.

Para auxiliar os pais, o Kumon oferece um caderno de registros. A proposta é que eles façam anotações cada vez que trabalharem uma música nova. Por meio dessas observações, orientadores e familiares acompanham o progresso que acontece em casa.

“Os pais demonstram satisfação quando são direcionados às atividades, pois conseguem aprender como estimular a inteligência de seus filhos ainda na primeira infância”, analisa Didia.

Quer saber mais sobre os livros de canções voltados para pré-escolares? Clique aqui e entre em contato com uma de nossas unidades. 



Tags: pré-escolar, crianças, alfabetização

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade