Vida de Toru Kumon: a criação do método

17/12/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Em 1954, a Sra. Teiko, esposa de Toru Kumon, encontrou no bolso de seu filho mais velho, Takeshi, um exame de matemática. Diante do resultado, ela pediu ao marido que participasse dos estudos do menino. A partir daquele momento, nasceria uma metodologia de estudo.

Origem 

Toru Kumon começou a acompanhar o filho na resolução de exercícios de livros didáticos e de materiais de reforço. Contudo, esse processo não era motivador nem permitia alcançar os objetivos esperados. Diante disso, Toru Kumon considerou mais proveitoso mostrar ao menino como fazer conta de multiplicação, tema que o ajudaria a ter facilidade em matemática. 

Todos os dias, Takeshi solucionava as atividades elaboradas pelo pai. Em pouco tempo, o professor aprimorou esse sistema, estabelecendo 30 minutos de dedicação diária. O material criado estimulava o menino a realizar as tarefas sozinho, conforme o próprio ritmo, até chegar ao conteúdo do ensino médio. Ao ser capaz de efetuar cálculos com rapidez e precisão, a criança melhoraria o raciocínio, a concentração e o desempenho em todas as matérias.

Toru Kumon também preparou lições para os filhos de seus amigos. Vendo a evolução, pensou em levar seu trabalho adiante. “Eu e minha esposa acreditávamos que, se mais alunos pudessem estudar por esse método, ou seja, se todos desenvolvessem suas habilidades, estaríamos contribuindo enormemente para a sociedade.”

Expansão

O professor liberou uma sala no piso superior de sua residência e iniciou uma turma de matemática. Os alunos começavam vendo assuntos abaixo da série escolar. Dessa forma, era possível identificar o conhecimento inicial e organizar a aprendizagem de cada um.

Logo depois, foram abertas mais três unidades, nas quais o número de frequentadores crescia constantemente. “Essa reação positiva deu uma virada na minha vida”, explica Toru Kumon. A partir de então, ele começou a procurar orientadores e novos locais para instalar unidades.

Nos anos seguintes, o método foi introduzido gratuitamente no Orfanato Hakuaisha e no Escritório de Bem-Estar e Proteção à Criança de Osaka. “Com as atividades nessas instituições, percebemos que as crianças possuem amplas possibilidades; nós devemos encontrá-las e desenvolvê-las ao máximo.”

Missão

Nos anos 1970, a metodologia se tornou amplamente conhecida, chegando a ser implementada em algumas escolas. Nelas, os pequenos não só melhoraram as notas, mas apresentaram uma mudança de postura: não se atrasavam mais para as aulas, resolviam e entregavam os exercícios no prazo.

Para Toru Kumon, o intuito do método era identificar o que não ensinar, priorizando os tópicos importantes para os alunos progredirem tranquilamente. “Sendo ministrado o aprendizado no ‘ponto ideal’, uma criança poderá se tornar brilhante ao desenvolver sua capacidade. Por isso, lhes proponho: vamos tentar! Se não tentarmos, não vamos saber se conseguiremos.”

Deseja saber mais sobre a nossa metodologia? Visite nosso site e encontre a unidade mais próxima de você!

Tags: kumon, matemática, método

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade