Todo aluno pode ir bem em Matemática com a ajuda do Kumon!

19/06/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Grande parte das matrículas no Kumon começa desta maneira: os pais têm contato com um aluno que teve uma experiência positiva com o método e decidem matricular seus filhos.   


Foi o caso de Milene Cruz. Ela conta que conheceu o Kumon por meio do sobrinho, que estuda no interior de São Paulo. Ao perceber o excelente desempenho que ele vinha tendo na escola após começar a estudar pelo método, decidiu matricular suas duas filhas, Helena e Lorena, em Português e Matemática.

Lorena, de 8 anos, e Helena, de 11, estão desenvolvendo seu potencial com o Kumon.
Lorena, de 8 anos, e Helena, de 11, estão desenvolvendo seu potencial com o Kumon.

Um método baseado na individualidade dos alunos


Há um ano e meio no Kumon, as meninas apresentam resultados além dos esperados. Algumas pessoas podem se perguntar: se o Kumon funciona para uma criança, quer dizer que vai funcionar para todas? A resposta para essa pergunta vem de uma das bases do método Kumon, que é acreditar no infindável potencial humano de cada um, como o professor Toru Kumon explica no livro Estudo Gostoso de Matemática: 


"Toda criança tem um potencial que supera a expectativa dos adultos. É preciso acreditar nesse potencial e estimular o seu desenvolvimento. Não importa a idade ou a série escolar - o fundamental é trabalhar cada criança individualmente, respeitando o seu ritmo e o seu nível de desenvolvimento". Professor Toru Kumon


Desenvolvendo o prazer em aprender


Para Milene, é incrível como as duas filhas passaram a ter facilidade para fazer as tarefas. Segundo a mãe, o Kumon ajuda diariamente na evolução escolar das meninas. Ela diz que Helena mudou de colégio recentemente, indo para um mais exigente, e está se saindo muito bem, tirando nota 10 em Matemática. A própria menina reconhece a facilidade no aprendizado após começar a estudar pelo método. Quer saber qual é o segredo? Mais uma vez, o professor explica: 


 "O aluno começa seus estudos num ponto em que consegue fazer os exercícios com facilidade, independentemente da série escolar que esteja cursando. O nível de complexidade da matéria aumenta gradativamente, permitindo que o aluno consiga tirar nota máxima no Kumon, quase sempre, no início. É natural que o prazer em tirar a nota máxima leve o aluno a simpatizar com a Matemática. Em consequência, ele vai conquistar o sentimento de autoconfiança e despertar sua força de vontade nos estudos". Professor Toru Kumon 


Tags: kumon, matemática

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade