Todo aluno pode ir bem em Matemática com a ajuda do Kumon!

19/06/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Grande parte das matrículas no Kumon começa desta maneira: os pais têm contato com um aluno que teve uma experiência positiva com o método e decidem matricular seus filhos.   


Foi o caso de Milene Cruz. Ela conta que conheceu o Kumon por meio do sobrinho, que estuda no interior de São Paulo. Ao perceber o excelente desempenho que ele vinha tendo na escola após começar a estudar pelo método, decidiu matricular suas duas filhas, Helena e Lorena, em Português e Matemática.

Lorena, de 8 anos, e Helena, de 11, estão desenvolvendo seu potencial com o Kumon.
Lorena, de 8 anos, e Helena, de 11, estão desenvolvendo seu potencial com o Kumon.

Um método baseado na individualidade dos alunos


Há um ano e meio no Kumon, as meninas apresentam resultados além dos esperados. Algumas pessoas podem se perguntar: se o Kumon funciona para uma criança, quer dizer que vai funcionar para todas? A resposta para essa pergunta vem de uma das bases do método Kumon, que é acreditar no infindável potencial humano de cada um, como o professor Toru Kumon explica no livro Estudo Gostoso de Matemática: 


"Toda criança tem um potencial que supera a expectativa dos adultos. É preciso acreditar nesse potencial e estimular o seu desenvolvimento. Não importa a idade ou a série escolar - o fundamental é trabalhar cada criança individualmente, respeitando o seu ritmo e o seu nível de desenvolvimento". Professor Toru Kumon


Desenvolvendo o prazer em aprender


Para Milene, é incrível como as duas filhas passaram a ter facilidade para fazer as tarefas. Segundo a mãe, o Kumon ajuda diariamente na evolução escolar das meninas. Ela diz que Helena mudou de colégio recentemente, indo para um mais exigente, e está se saindo muito bem, tirando nota 10 em Matemática. A própria menina reconhece a facilidade no aprendizado após começar a estudar pelo método. Quer saber qual é o segredo? Mais uma vez, o professor explica: 


 "O aluno começa seus estudos num ponto em que consegue fazer os exercícios com facilidade, independentemente da série escolar que esteja cursando. O nível de complexidade da matéria aumenta gradativamente, permitindo que o aluno consiga tirar nota máxima no Kumon, quase sempre, no início. É natural que o prazer em tirar a nota máxima leve o aluno a simpatizar com a Matemática. Em consequência, ele vai conquistar o sentimento de autoconfiança e despertar sua força de vontade nos estudos". Professor Toru Kumon 


Tags: kumon, matemática

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade
Para garantir ainda mais transparência em como usamos seus dados pessoais aqui no Kumon, nós atualizamos nossa Política de Privacidade. Caso queira consultá-la, clique aqui. Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência no nosso site. Ao continuar a navegar neste site, você concorda como o seu uso. Para saber mais sobre o uso de cookies, clique aqui.