Pais presentes, filhos contentes!

01/01/2017
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

   Quando a criança é estimulada desde cedo, absorve conteúdos com facilidade

Gustavo tem 7 anos e, desde muito novinho, recebeu estímulos diários para seu desenvolvimento. A mãe, Tatiana, teve papel fundamental na vida do pequeno: acreditou na capacidade do filho, buscou informações sobre o potencial cognitivo dos bebês, deu doses diárias de estímulo e ensinou Gustavo a ler, em casa, com apenas 2 anos de idade.

Sem conhecer o método Kumon, Tatiana estimulava o filho com a leitura de livros e cartões com palavras e figuras e incentivava o pequeno a brincar com quebra-cabeças e jogos de encaixe.

O vídeo abaixo mostra alguns estímulos realizados por Tatiana com Gustavo.



Pelo vídeo, pudemos perceber que Gustavo encarava as atividades propostas como brincadeiras e o quanto ele se divertia realizando as tarefas propostas pela mãe.

Tatiana procurou o método Kumon para melhorar a coordenação motora do filho e prepará-lo para o futuro. Guga, como gosta de ser chamado, iniciou seus estudos no Kumon pela disciplina de Matemática. Em seguida, prestes a completar 3 anos de idade, começou a estudar Português e, antes dos 4 anos, foi matriculado em Inglês.

Houve certo cuidado de Tatiana antes de fazer a matrícula de Gustavo na disciplina de Inglês. Ele sempre estudou em escola bilíngue, motivo pelo qual Tatiana achava que talvez não houvesse necessidade de colocá-lo no Inglês. Primeiro, preferiu ela mesma se matricular para “sentir” o curso. Tatiana gostou tanto do Kumon de Inglês que se tornou aluna concluinte, e teve a certeza de que o curso seria bom para o Gustavo também.

Para Gustavo, estudar é uma atividade prazerosa. Ele gosta tanto da disciplina de Inglês que atualmente está lendo a coleção do Harry Potter. Em inglês, é claro, resultado do aprendizado que obteve desde os 4 anos estudando no Kumon. Não é fascinante?

E como é a rotina do pequeno? Guga tem uma rotina diária bem definida: hora de ir para a escola, de fazer as lições de casa e, como qualquer criança, de brincar, viajar e sair para conhecer lugares novos.

Após iniciar seus estudos pelo método Kumon, Guga desenvolveu diversas habilidades. O método lhe proporcionou aptidões como: o hábito de estudar todos os dias, o gosto pela leitura, a sede de conhecimento, a organização, o gosto por cumprir as metas que lhe são dadas e a responsabilidade com suas atividades.

Gustavo é a prova de que o potencial das crianças é gigantesco e deve ser explorado ao máximo limite.

Ainda não conhece o método Kumon? Acesse o site www.kumon.com.br e localize a unidade mais próxima de você!



Tags: kumon, pré-escolar, matemática, alunos, inglês, português, alfabetização

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade