O Kumon transforma a vida de seus filhos!

03/11/2020
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Sofia se tornou autodidata com ajuda do Kumon.


Sofia, de 12 anos, estuda desde 2015 no Kumon. Ela começou com Português, já fez Matemática e atualmente faz Inglês. Sua mãe, Lucinete Neves, garante que tudo isso fez muita diferença no desenvolvimento da filha e despertou seu interesse pelo aprendizado.


Sofia foi alfabetizada pelo método e desenvolveu o hábito da leitura no Kumon. Segundo Lucinete, a filha não tinha o habito de ler com frequência, mas ao longo do tempo, diante das diferentes histórias apresentadas nas atividades do Kumon de Português, foi descobrindo o gosto pelos livros e não parou mais. 

Essa paixão acabou se materializando em um perfil no Instagram dedicado a incentivar o gosto pela leitura @ms_sofi.nb. Nele, além de falar sobre suas histórias preferidas e apresentar algumas de suas habilidades com o violino, instrumento pelo qual também é apaixonada, Sofia coloca em prática algumas características que desenvolveu no Kumon: ela é comunicativa, sempre questiona e opina sobre diferentes assuntos e é autodidata.

“Sofia faz Kumon desde 2015. Iniciou fazendo Kumon de Português e demonstrou amor pela leitura. Todos os dias fazia as tarefas e sempre lia histórias para fazer interpretação de texto. Atualmente, é apaixonada por leitura. O Kumon está sendo muito importante na vida dela.” Lucinete Neves, mãe de aluna do Kumon.

 

Gostar de ler e incentivar este hábito

 

Lucinete e Sofia. Lucinete conta que conhece o método desde a adolescência, pois tinha colegas de classe que na época faziam Kumon e eram ótimos em matemática e português. Munida desta experiência e de novos conhecimentos sobre o Kumon, ela decidiu matricular a filha em uma unidade para criar hábitos disciplinares de rotina escolar desde cedo, respeitando o ritmo da criança.

E as contribuições da mãe para o futuro da filha vão muito além. Também foi dela a ideia de criar o perfil no Instagram. Lucinete diz que Sofia sempre contava as histórias dos livros para os pais com muito entusiasmo, comentando detalhes sobre os personagens e os locais onde elas se passavam, e que assim que chegava alguém diferente em casa, Sofia fazia tudo de volta! 

Foi aí que a mãe explicou para Sofia como funcionava a rede social, motivando-a a fazer um pequeno resumo das histórias que lia. Assim, ela poderia despertar o interesse pelos livros que gostava em muito mais pessoas. 

Hoje, o perfil é um sucesso, e conta com seguidores de diversos países. Muitos comentam que também já leram o livro postado e sobre as histórias, e outros elogiam a maneira como ela expõem o conteúdo. Segundo Lucinete, o Kumon de Inglês está ajudando bastante na interação com os seguidores, já que há muitos comentários vindos de lugares como Coreia e Japão.

Além disso, o fato de possuir um meio de interação virtual como o Instagram está fazendo bastante diferença durante o distanciamento social, pois está sendo uma maneira de conhecer outras pessoas, de diferentes continentes, ajudando Sofia a fazer novas amizades que até então eram impossíveis.

Por essas e outras, Lucinete recomenda a todas as mães que matriculem seus filhos no Kumon para aproveitar o tempo livre das crianças durante a pandemia. Ela afirma que é possível conciliar brincadeiras, lazer e os estudos de forma remota. 

“Não podemos deixar crianças perdendo tempo dentro de casa. É necessário organizar os horários delas, e a rotina é fundamental para o aprendizado. Com o passar dos dias, elas começam a perceber que conseguem estudar mais, e ainda sobra tempo para fazer o que mais gostam, como brincar, usar os celulares, assistir filmes, entre outras atividades.” Lucinete. 


MATRICULE SEU FILHO NO KUMON.  

Tags: kumon, matemática, método, alunos, aprendizado, inglês, alfabetização, estudonolar, autodidata, hábito de estudo, kumonnolar

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade