;

Como retomar os estudos em 2021?

18/01/2021
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Ufa, 2020 acabou! E que ano difícil, não é? A pandemia de coronavírus fez com que a maior parte das instituições de ensino suspendesse o atendimento presencial, transferindo o ambiente de aprendizagem para um lugar que nem pais, nem alunos, poderiam sequer imaginar: a própria casa. 

Os efeitos desta mudança são bem conhecidos por você: crianças com dificuldade para se adaptar ao novo formato de ensino, excesso de tarefas, desmotivação, abandono dos estudos e uma grande sensação de ano perdido. 

Segundo dados da Unicef, cerca de 44 milhões de crianças e adolescentes passaram da sala de aula para o ambiente online devido à pandemia. Destes, 4 milhões não conseguiram continuar o aprendizado em casa, abandonando os estudos. As pesquisas também mostram um grande aumento no percentual de alunos desmotivados e com dificuldades na rotina escolar. 

Tudo isso foi acompanhado pela ansiedade, desespero e cansaço dos pais, que precisaram conciliar deveres domésticos, trabalho em home office e acompanhamento dos estudos dos filhos. Não foi nada fácil! Agora, entretanto, com o inicio do ano e vacina aprovada, chegou a hora de nos perguntarmos: como retomar os estudos e ajudar nossos filhos a melhorar o desempenho escolar em 2021? 

A resposta não é simples, e vai apresentar novos desafios para pais e alunos. Para ajudá-lo a começar a se planejar, trazemos algumas dicas que poderão ser bastante úteis nesta retomada. 



O envolvimento dos pais continuará sendo fundamental

Seja em tempos de pandemia ou não, a participação dos pais nos estudos é essencial, tanto para identificar em que pontos as crianças estão com dificuldades, quanto para motivá-las e encorajá-las a desenvolver suas habilidades. Em 2021, isto será ainda mais necessário, já que a presença dos pais aumenta a confiança das crianças e poderá ajudá-las a lidar melhor com os desafios pós-pandemia que surgirão. 


Aproveite o momento para estimular o conhecimento

Após tanto tempo em casa, assim que for seguro retomar as atividades, as crianças estarão mais dispostas a frequentar lugares que antes não pareciam tão interessantes. Aproveite o momento para levar seu filho a museus, cinemas e bibliotecas, além de estimulá-lo a fazer atividades que desenvolvam o conhecimento de forma leve e divertida. 


Estabeleça uma rotina

Diante de uma situação inédita e inesperada como a pandemia, não foi fácil manter uma rotina durante todo este tempo. A casa virou lugar de trabalho, estudo, lazer, descanso, e naturalmente os horários acabaram se misturando ou simplesmente sendo abandonados. Com um cenário mais favorável em 2021, que tal aproveitar para definir uma rotina com seu filho? Planejar os momentos de estudo, brincadeiras, refeições e uso da tecnologia é um ótimo começo!


Construa uma rede de apoio

Como dissemos, a participação dos pais continuará sendo fundamental neste processo de retomada. Porém, da mesma forma, sabemos como você está esgotado física e psicologicamente após todo este tempo. Por isso, uma recomendação importante é a construção de uma rede de apoio que facilite a organização, motivação e desenvolvimento dos estudos de seu filho. Você não precisa dar conta disso sozinho! Mesmo antes da pandemia, educar os filhos já era uma missão árdua e exigente. Todo este tempo longe da escola, as aulas online, o acúmulo de funções e a falta de contato com outras pessoas tornaram esta tarefa ainda mais difícil. Com a retomada não será diferente. Serão outros tempos, certamente, mas, ainda assim, repletos de novos desafios. Nossa dica, então, é: não desista! O Kumon está aqui para ajudar você a construir uma rotina equilibrada para seu filho, tornando-o mais seguro, independente, organizado e preparado para lidar com este novo momento.


Procure uma unidade do Kumon e descubra como podemos ajudar sua família e seus filhos a retomar os estudos em 2021.

Tags: alunos, aprendizado, estudonolar

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade