Buscar conhecimento para mudar o mundo

20/10/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Fernando passou no TOEFL Junior com 880 pontos


Mauro conhece o Kumon há 30 anos. Ele não chegou a concluir os estudos, e tornou-se um grande crítico desta forma de ensino. Quando se tornou pai, foi natural para ele não querer que os filhos se matriculassem no Kumon.

Porém, os sobrinhos de Mauro faziam Kumon e seu filho, Fernando, pediu para estudar pelo método. Foi assim que ele e a esposa, Márcia, resolveram dar uma nova chance ao Kumon. Fernando começou com Matemática e Português, aos 6 anos, e aos 8 entrou no Kumon de Inglês.

Os resultados, segundo os pais, foram surpreendentes e muito acima do que esperavam. Além de concluir o Kumon de Inglês aos 12 anos, Fernando passou no TOEFL Junior com 880 pontos, apenas 20 abaixo da pontuação máxima. 

Mauro, que reconhece e elogia os avanços na metodologia do método, hoje tem uma opinião bem diferente da que tinha há 30 anos. Ele acredita que, sem o auxílio do Kumon e a persistência de Fernando, nada disso teria sido possível.

“Hoje vejo Yudi navegar pelos canais americanos do Youtube com naturalidade, buscando informações que vão além de sua língua pátria”. Mauro

Os pais de Fernando contam que sempre orientaram os filhos a buscar o conhecimento de forma incessante e contínua. Eles acreditam que a educação muda vidas, e que estudar é uma maneira de participar ativamente da mudança do mundo.

Fernando entendeu bem a mensagem. Aprender uma nova língua abriu as portas para que ele continue buscando conhecimento ao entender vídeos, músicas e livros que acha interessantes. Ele diz que deseja ser programador, cientista e poliglota no futuro, e já tem um plano em mente: quer fazer o Kumon de Japonês para ampliar ainda mais seu vocabulário

Tags: crianças, pais, alunos, inglês

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade