Alfabetização pelo método Kumon

08/10/2018
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Ao criar o método Kumon, o professor Toru Kumon tinha o desejo de, por meio de um material didático autoinstrutivo, oferecer aos alunos a oportunidade de desenvolver suas habilidades acadêmicas e formar pessoas com autoconfiança, capazes de estabelecer metas e sonhos. Desse modo, o maior objetivo do Kumon é preparar nossos alunos para o futuro.

 

No curso de Português, o método Kumon tem como objetivo formar leitores; portanto, trata-se de um curso de leitura que, gradativamente, desenvolve as habilidades linguísticas, partindo da alfabetização até a leitura e interpretação de textos críticos.

 

O estímulo à leitura se dá antes mesmo do processo de alfabetização, principalmente porque a idade pré-escolar é a fase na qual as crianças são estimuladas pelas circunstâncias e assimilam coisas novas uma por uma. Portanto, é muito importante fornecer estímulos, como fazê-las ouvir canções e histórias regularmente.

 

Isso levará à ampliação do prazer e despertará o interesse pela leitura. Com tendência natural à curiosidade, as crianças se mostram disponíveis a ler e a escrever antes mesmo de serem ensinadas. No entanto, o fato de lidar com letras não significa que a criança esteja alfabetizada, pois é preciso compreender o significado das palavras. Ler e escrever implica decifrar o código escrito, daí a importância de aproximar a criança do mundo da leitura.

 

A alfabetização pelo método Kumon se dá por meio da associação da palavra com a ilustração e o som, ou seja, o aluno deverá relacionar o desenho, cujo significado ele conhece, à palavra que representa esse desenho e à pronúncia dessa palavra. Assim, aos poucos, a criança vai memorizando as palavras, seus formatos e seus respectivos significados. Da mesma maneira que a criança aprendeu que o objeto cadeira se chama cadeira, agora ela associará a esse conhecimento que a palavra escrita cadeira se refere àquele som e àquele objeto. É isso que chamamos de “associação palavra-imagem-som”.

 

Partindo do princípio de que essas associações são feitas pela criança naturalmente e a todo momento desde o seu nascimento, esse processo de alfabetização ocorre de maneira natural, sem agredir o desenvolvimento da criança nem acelerar seu amadurecimento. Não há, assim, um limite de idade para que isso aconteça, sendo necessário apenas o estímulo adequado ao ritmo de aprendizagem de cada um.

 

No método Kumon, esse estímulo leva em consideração o incentivo à leitura de livros desde o período de alfabetização. O contato com diferentes tipos de texto amplia o vocabulário e a criatividade dos alunos, tornando a aprendizagem uma atividade prazerosa.

Mariana Bruno Chaves

Responsável pelo setor de Desenvolvimento

de Material Didático do Kumon


Tags: pré-escolar, aprendizado, alfabetização

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade