1º lugar no vestibular com a ajuda do Kumon

24/02/2020
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

A gaúcha Celine Gnoatto, de 17 anos, é aluna concluinte de Matemática e gabaritou a prova da matéria no vestibular mais difícil do estado, garantindo sua vaga no curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mas ela não deseja parar por aí, e já tem planos de cursar mais uma faculdade, a de Administração. Celine diz que escolheu estas profissões pois desde pequena sempre quis assumir a consultoria dos pais. 

 

Para alcançar este resultado, ela conta que se preparou para o vestibular estudando da mesma forma que estudava para o Kumon. Todos os dias da semana Celine estudava um pouco, programando horários para cada disciplina. Devido a este senso de disciplina, além dos conhecimentos adquiridos com o método, a mãe de Celine, Sônia, tem certeza de que o Kumon foi fundamental nesta conquista e que fez uma ótima escolha ao matricular a filha no método aos 4 anos de idade.

 

Responsabilidade, comprometimento e apoio da família

 

Quando Celine tinha 4 anos, os pais decidiram matriculá-la no Kumon de Português, buscando uma alfabetização mais rápida. Ao perceberem que a filha gostava também de cálculos, prontamente, a mudaram para o Kumon de Matemática. Segundo Sônia, esta foi uma ótima troca. Além da filha ter saído do Português sabendo ler, gostou muito da nova matéria e, a partir daí, passou a evoluir rapidamente no aprendizado. Celine fez Kumon por 13 anos e considera a experiência maravilhosa. Ela diz que o método a ajudou a ter mais responsabilidade e comprometimento com os estudos.

 

“A rotina de estudos é um estilo de vida. O Kumon me ajudou, ao longo desses 13 anos, a desenvolver meu próprio estilo, respeitando sempre as minhas limitações e dificuldades.” Celine

 

Os resultados obtidos por Celine são fruto de muito empenho e dedicação. Durante seus estudos ela enfrentou algumas dificuldades, como a experiência de mudar de cidade e estudar em outra unidade. A mãe lembra que, por várias vezes, a filha pensou em desistir. Nestes momentos, ela considera a participação e proximidade dos pais fundamental para manter o aluno motivado e ter êxito em suas conquistas. Ajudar os filhos e incentivá-los a não ceder, principalmente durante as férias, é importante para obter os resultados desejados. Para ela, o Kumon faz a sua parte e os pais têm que fazer a deles. Só assim a vitória chega. E quando o retorno vem, diz Sônia, os pais sabem que cumpriram sua tarefa.

Tags: matemática

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade