Quer ser empreendedor? Veja como o Kumon pode lhe ajudar a montar sua franquia

03/06/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

“O franqueado trabalha pelo propósito de melhorar a educação e vê esse objetivo concretizado no dia a dia, ao testemunhar a alegria dos alunos que aprendem e a gratidão dos pais pelo trabalho realizado.”

Essa frase é da Julia Shiroiwa, que atua no Departamento de Suporte à Expansão do Kumon. O método, criado em 1954, no Japão, pelo professor de matemática Toru Kumon, começou sua internacionalização em 1974, quando foi inaugurada uma unidade em Nova York. Pouco tempo depois, em 1977, a instituição chegou ao Brasil, instalando-se em Londrina, no Paraná.

Hoje, a companhia está presente em 53 países e conta com mais de 4 milhões de alunos. Só no Brasil, há 1.450 unidades que recebem, ao todo, 180 mil estudantes. Esse crescimento só foi possível pois, ao longo dos anos, várias pessoas acreditaram na eficiência do método e abriram suas próprias franquias.

Na unidade, o franqueado atua tanto como gestor, cuidando das demandas financeiras e administrativas, quanto como orientador, acompanhando o estudo de cada aluno, mantendo contato com os pais das crianças e liderando sua equipe de auxiliares. Para adquirir uma franquia, não é preciso ter formação específica, mas sim desejar empreender e se interessar pela educação.

Nas palavras de Julia Shiroiwa, “é necessário gostar de crianças, saber conduzir relacionamentos interpessoais e ser proativo. Dizemos que é preciso existir um equilíbrio entre o perfil educador e o empreendedor”.

Negócio de baixo risco

Geralmente, esse modelo de negócio cresce e tende a permanecer imune às crises econômicas. Diferentemente de uma nova empresa, que precisa lutar para se consolidar no mercado, as franquias já nascem com a expertise da companhia matriz.

Para Julia Shiroiwa, o Kumon usou o cenário de instabilidade econômica, enfrentado pelo Brasil recentemente, para buscar novas soluções. “Passamos por um período difícil, mas o Kumon cresceu por conta da estratégia de seguir investindo em marketing, de melhorar processos e de manter os franqueados motivados em um contexto desafiador”, afirma.

Apoio constante aos franqueados Kumon

O suporte que a matriz oferece não é restrito aos períodos de crise. Desde antes da abertura da unidade, os franqueados recebem acompanhamento e treinamento constantes, o que também ajuda a transmitir mais segurança para os empreendedores. “Os futuros orientadores recebem informações, conhecem o material didático e têm contato com alunos. E esse suporte continua depois da abertura”, comenta Shiroiwa.

Todo o processo de instalação da unidade é acompanhado pelo Kumon, incluindo a escolha do ponto comercial, sugestões para a reforma do imóvel e apoio no evento de inauguração. Além disso, os franqueados recebem treinamentos sobre marketing, questões pedagógicas e administrativas. O material didático e alguns itens promocionais são fornecidos sem custo adicional.

Após a abertura, o empreendedor conta com suporte no atendimento aos primeiros clientes, recebe treinamentos específicos e visitas dos coordenadores regionais. Anualmente, é realizado um congresso com todos os orientadores da América do Sul, que podem trocar experiências e aprendizados.

Negócio que estimula a realização profissional e pessoal

Ao adquirir a franquia, os empreendedores têm a chance de combinar realização profissional com satisfação pessoal. “A realização profissional vem dos resultados dos alunos e da consciência de estar contribuindo para o desenvolvimento da educação. Já a satisfação financeira é consequência do retorno que a franquia oferece. É comum as unidades crescerem e investirem em reformas, ou se mudarem para imóveis maiores, o que significa que o negócio está sendo lucrativo e satisfatório”, explica Julia.

 

Investimento acessível e rentável

As franquias Kumon exigem um investimento inicial que vai de R$ 35 a R$ 65 mil. Esse valor inclui a taxa de franquia, reforma do imóvel, compra do mobiliário, despesas para abertura e capital de giro nos primeiros meses. A lucratividade fica próxima de 20% e o retorno do investimento acontece em um período que vai de 18 a 24 meses.

 

Perfil de nossos franqueados

A maioria dos franqueados é mulher, com idade entre 25 e 45 anos, mas os homens têm demonstrado maior interesse pelo método Kumon nos últimos anos. Para Julia Shiroiwa, “o fator mais importante é que o candidato, homem ou mulher, se identifique com a nossa proposta e possa se dedicar integralmente ao negócio.”

 

Para mais informações sobre como abrir uma unidade Kumon, acesse nosso site



Tags: franquia

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade