Por que o Kumon oferece material didático para os alunos estudarem durante as férias?

11/07/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Férias: tempo de descansar, brincar, passear com a família e os amigos. Também é um período para ter novas experiências e continuar aprendendo. No Kumon, os alunos recebem materiais didáticos para estudarem durante as férias. Assim, podem se divertir sem perderem o ritmo de estudo.

O método trabalha com orientação individual e com um plano de aprendizagem personalizado. As crianças avançam gradualmente pelo conteúdo e conseguem prosseguir por conta própria. Dessa forma, desenvolvem autoconfiança e gosto pelo aprendizado, além de adquirirem foco, concentração e organização.

Então, quando recebem os exercícios para serem feitos nas férias, não há risco de os pequenos se sobrecarregarem, pois eles encaram o estudo como uma atividade prazerosa e sabem conciliar dever com lazer. Estar em constante contato com o material didático também lhes ajudam a reforçar o conhecimento sobre temas complexos e a revisar assuntos mais simples. Portanto, ao manter o cérebro ativo, os alunos fortalecem as próprias habilidades e voltam mais seguros para as próximas aulas.

A seguir, os especialistas do Kumon dão algumas sugestões para facilitar o estudo nas férias. Confira!


Dicas para estudar nas férias

1. Procure administrar o tempo

Crie uma rotina de estudos, isso será fundamental para que seu filho consiga realizar todas as atividades sem pressões nem preocupações desnecessárias. Por isso, o ideal é a criança estudar todos os dias no mesmo horário, se possível durante a manhã, assim, terá o resto do dia para brincar e passear.

2. Escolha um ambiente tranquilo

Ambientes calmos são ótimos para incentivar o pequeno nos estudos, além de mantê-lo concentrado nas tarefas. Prepare um lugar confortável e silencioso, longe de distrações, como televisão e celular.

3. Evite acumular lição

A programação diária de estudos é desenvolvida pelo orientador junto com a família e o aluno, justamente para não sobrecarregá-lo durante as férias. Ao cumprir o cronograma, a criança não acumula lição e continua motivada a aprender. De acordo com Elza Yamamoto, do Setor de Matemática, caso o pequeno deixe de realizar o exercício na data, ele pode reprogramá-lo, acrescentando-o aos poucos nos próximos dias.

4. Mantenha o hábito de leitura

Tire um livro da estante e mergulhe na história! Aproveite para compartilhar esse momento de diversão e aprendizado com os seus pais e irmãos. Segundo Paula Medeiros e Ingrid Franco, ambas do Setor de Língua Pátria, a leitura em conjunto deve ser praticada em voz alta, assim, aumenta o interesse pela atividade e estimula a interação com toda a família.

5. Tenha contato com a língua estrangeira

Para Letícia Nakamura, do Setor de Japonês, ter contato diário com o idioma, mesmo que por poucos minutos, dificulta o esquecimento da pronúncia, das estruturas gramaticais e das formas de escrita. Por isso, é importante fazer os exercícios com calma, escutando o áudio três vezes antes de começar e lendo as palavras em voz alta durante a resolução.

Além do material didático, procure outras maneiras de ampliar os conhecimentos com a língua estrangeira. Segundo Aline Carvalho, do Setor de Inglês, o aluno pode ouvir músicas, ver séries ou conversar com amigos no idioma, “dessa forma, utilizará uma atividade prazerosa para continuar aprendendo”.

6. Estimule o desenvolvimento do seu filho em idade pré-escolar

Conforme explica Ingrid Franco, do Setor de Língua Pátria, as habilidades adquiridas nessa fase serão levadas para a vida inteira. No entanto, a fim de estimular o desenvolvimento do pequeno, é necessário incentivá-lo nos estudos desde cedo.

De acordo com Franco, os livros e as canções, por exemplo, são fundamentais para os pais inserirem o filho no mundo das letras, desse modo, ele adquirirá vocabulário e compreenderá os significados das palavras. Para tanto, leia livros que sejam de interesse da criança e reserve um tempo para cantar com o pequeno, seja no banho, nos trajetos de carro ou antes de ele dormir.

Lembre-se de sempre reconhecer os esforços e as conquistas do seu filho, assim, ele se sentirá mais confiante para continuar evoluindo.

Gostou das nossas dicas? Caso ainda tenha dúvidas sobre o método Kumon, entre em contato com uma unidade mais próxima. 


Tags: kumon, método, aprendizado

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade