O ano letivo está perdido?

13/10/2020
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:


2020 está sendo um ano totalmente atípico em todos os aspectos. Quem diria que passaríamos tantos meses vivendo isolados, com tantas restrições, cercados por tantos novos desafios de uma só vez? 


E que desafios, não é? Quando falamos da educação das crianças, percebemos quantas modificações as famílias e o sistema de ensino precisaram implementar da noite para o dia. Pais, alunos e professores foram pegos de surpresa e, apesar de todos os esforços, continuam enfrentando uma verdadeira batalha diária para tentar manter alguma regularidade no aprendizado. 

Chegamos, então, ao último trimestre do calendário escolar, e a angústia continua para muitos pais, que se perguntam: o ano letivo está perdido para meus filhos?

 

Com toda certeza, nós podemos afirmar que não, o ano não está perdido! 

 

Muitas crianças começaram a estudar pelo método Kumon durante a pandemia e estão fazendo avanços incríveis, desenvolvendo não só seu repertório de conhecimento como também habilidades como a autonomia, a responsabilidade, a disciplina e o hábito de estudar sozinhos. Nos últimos meses temos publicado diversos casos de alunos e pais que encontraram no Kumon uma solução para manter seus filhos em movimento, se desenvolvendo e aprendendo. 

Aqui no blog você pode conferir inúmeras histórias que seguramente irão lhe proporcionar uma nova perspectiva em relação a este último trimestre. Elas comprovam, na prática, que nunca é tarde para começar, e que a criança que recebe estímulos positivos e corretos possui uma capacidade gigantesca para desenvolver seu máximo potencial, onde quer que seja, com organização, responsabilidade e respeitando seu próprio ritmo.

Entre os exemplos está a aluna Laís, de 6 anos, que aprendeu a ler durante a quarentena com a ajuda do Kumon. Mesmo ausente da escola durante todos estes meses, a mãe dela acredita que a filha voltará aos estudos presenciais acima do próprio nível escolar, devido ao desenvolvimento que vem tendo com o Estudo no Lar. Ou o caso do aluno Joshua, que com 10 anos ainda contava nos dedos e era muito inseguro. Após ser matriculado no Kumon de Matemática, no início da pandemia, ele se tornou mais confiante, estuda de forma autônoma e consegue resolver as contas com facilidade. 

Os relatos não param por aí. São muitos e muitos casos de superação, alegrias e, principalmente, o sentimento de dever cumprido para os pais, conscientes de que fizeram uma escolha importante para o futuro de seus filhos.

E o melhor: você não precisa esperar janeiro para oferecer este tipo de alternativa ao seu filho. É possível transformar a vida dele a partir de agora, deste exato momento. Com a ajuda do método Kumon, seu filho pode ser alfabetizado ainda este ano, pode aprender um novo idioma ou avançar bastante em Matemática. É hora de focar no que pode ser feito, em vez do que deixou de acontecer. Lembre-se: o ano não está perdido, e sempre é tempo de começar algo novo!

 

MATRÍCULAS ABERTAS! 

Tags: kumon, pais, alunos, aprendizado, alfabetização, hábito de estudo, kumonnolar

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade