A importância e sensibilidade de elogiar uma criança

26/09/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Na infância, os pequenos estão constantemente brincando, aprendendo e desvendando coisas novas. Nessa fase, o apoio dos pais é fundamental para que eles constituam sua personalidade, desenvolvam capacidades e encontrem seus talentos de modo natural.

 

Quando um adulto elogia uma criança, ela se sente querida e respeitada. Como explica Ingrid Franco, especialista em educação para pré-escolares e coordenadora pedagógica do Kumon, “essa é uma das melhores maneiras de levar amor e motivação para os filhos”.  

 

Ingrid ainda afirma que ouvir palavras de incentivo durante o crescimento é essencial. “Ver o esforço reconhecido é uma sensação única para quem está trabalhando habilidades, superando desafios e alcançando objetivos.”

No Kumon, os alunos recebem esse tipo de estímulo frequentemente. Eles contam com acompanhamento e plano de estudo individualizados. Os orientadores observam como os estudantes resolvem o material didático e notam cada avanço, ajudando-os a adquirir a confiança necessária para prosseguir no conteúdo.

 

Entretanto, conforme explica a coordenadora pedagógica, o elogio deve ser feito com cautela, caso contrário corre o risco de provocar o efeito oposto e prejudicar o amadurecimento da criança. “Se não houver atenção, poderá causar danos à autoestima, fazendo com que ela tenha receio de demonstrar as próprias fraquezas.”

 

Como elogiar?

A seguir, veja as dicas de Ingrid Franco para que os pais elogiem os filhos de forma adequada. 

    1. Considere o esforço

O foco deve estar na dedicação, não no resultado. Usando o exemplo dado por Ingrid, se o pequeno tirou nota baixa em uma matéria na qual tem dificuldade, mas se preparou para a prova com seriedade e concentração, certamente merece ser prestigiado. “Se enfatizamos o resultado e ignoramos o esforço, ele pode ficar frustrado e se sentir incapaz.”

    2. Ajude-o a descobrir suas competências

Cada pessoa tem aptidões diferentes e é papel da família auxiliar o filho a perceber as atividades de que mais gosta. “Mantenha-o sempre empolgado, para que supere desafios e obtenha novas conquistas.”

     3. Não exagere

Ao elogiar, é muito importante tomar cuidado com a espontaneidade. O excesso pode gerar pressão e fazer a criança perder o interesse pelo conhecimento. O ideal é buscar o equilíbrio. Segundo Ingrid, “ela precisa aprender a lidar com as derrotas e, nesses momentos, a atitude positiva dos adultos é tudo de que necessita.”

Quer saber mais sobre o método Kumon? Clique aqui e entre em contato com a unidade mais próxima.

Tags: pré-escolar, pais, dicas

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade