5 curiosidades sobre o método Kumon

10/10/2018
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:


O  Kumon existe há mais de 50 anos e oferece os cursos de português, matemática, inglês e japonês, desenvolvendo o potencial de cada aluno, independentemente de sua idade ou ano escolar. Apesar de ser mundialmente utilizado, existem fatos sobre o Kumon que são pouco conhecidos. Confira a seguir 5 curiosidades sobre esta metodologia.

5 curiosidades sobre o método Kumon

1.     Tudo começou em 1954, quando Toru Kumon, professor de matemática, passou a elaborar exercícios para que seu filho, Takeshi, melhorasse seu desempenho escolar. Ao perceber a evolução do menino, Toru começou a aplicar os exercícios para  outras crianças da região e, em cerca de 20 anos, sua metodologia foi difundida pelo mundo.

Como reconhecimento ao seu trabalho, em 1998, foi inaugurado no Japão o Memorial Toru Kumon. O estabelecimento funciona na antiga residência do professor e nele estão expostos os primeiros materiais didáticos elaborados para Takeshi.

2.      Kumon ao redor do mundo

A primeira unidade fora do Japão foi aberta em 1974, em Nova York, nos Estados Unidos. No mesmo período, foram abertas unidades do Kumon no Brasil, na Alemanha e em Taiwan. Hoje, o Kumon conta com mais de 4 milhões de alunos e está presente em 50 países, incluindo África do Sul, Austrália, Bolívia, Botsuana, Catar, China, Espanha, Grécia e Hungria.

3.      O milagre de Sumiton

Em 1988, o vice-diretor da escola primária de Sumiton, no Alabama, Estados Unidos, introduziu o método Kumon na grade curricular de seu colégio. Como resultado, os alunos elevaram seu desempenho em matemática. Esse fato atraiu a atenção de veículos de comunicação, principalmente das revistas Newsweek e Times, que chamaram o episódio de “o milagre de Sumiton”.

4.      Logotipo

O logotipo do Kumon traz o desenho de um rosto pensativo no lugar da vogal “o” - “Thinking Face” - que representa os rostos das crianças que aprendem, pensam e se desenvolvem no Kumon. Também simboliza os rostos dos orientadores e dos colaboradores, que pensam e oferecem o melhor a seus alunos.

A cor azul usada atrás das letras, por sua vez, representa a inteligência, a honestidade e o céu que se estende por todo o mundo. Ele também representa a esperança de que o mundo será unido, onde as pessoas poderão refletir mais seriamente sobre educação.

5.      Material didático

Quando foi criado, o material didático do Kumon era voltado exclusivamente para matemática. Por volta de 1980, foram lançados os materiais de inglês e japonês para alunos japoneses e de japonês para estrangeiros. As atividades de inglês destinadas a falantes não nativos foram usadas pela primeira vez fora do Japão no Brasil, em 2004. Hoje, há também os materiais de língua pátria, que incluem idiomas como chinês, espanhol, português e tailandês.

Gostou de conhecer essas curiosidades sobre o método Kumon? Visite a unidade mais próxima!


Tags: kumon, método

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade